Pesquisar neste blog

Carregando...

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Navegar é preciso!

Olá Amigos

Hoje vou mostrar a vocês como fazemos a Navegação em nossas viagens.

Como sou um amante das estradas de terra e do Of-Road, sempre que vamos para algum lugar, vejo se há a possibilidade de irmos por um caminho alternativo, evitando as rodovias cheias de radares, pedágios e malucos correndo com seus "super esportivos 1.4".

A vantagem de irmos por estradas secundarias (terra), são inúmeras, aproveitamos o passeio, passamos em vários lugares bacanas, como cachoeiras escondidas no meio do mato, morros e montanhas com vistas incríveis, represas e muitas outras, sem contar as aventuras off-road não é!

Para isso, temos que ter no mínimo noção de espaço, localização e direção.


Usamos o programa Google Earth, incrível, fácil e diversificado, para esse tipo de trabalho. Li uma matéria sobre o Rally dos Sertões, que hoje em dia para fazer o levantamento do Rally é muito mais simples que a 10 anos atrás, pois 80% é feito pelo GE, 15% de helicóptero e 5% de carro. (Imaginem para fazer o levantamento do Rally Paris-Dakar que no começo dos anos 90, quando atravessava o Deserto do Saara, era feito de moto e carro)

Nosso primeiro passo é traçar uma linha reta, de casa até o destino. Estudamos o mapa, e vemos um caminho que não de tantas voltas, mas que possamos conhecer lugares novos e bonitos.
Em média, por exemplo, da minha casa até o Camping Chapéu de Sol, em Itu, pela Rodovia Castelo Branco, rodaríamos 110 quilómetros (Pagando Pedágios).
Pelo caminho secundário, rodamos cerca de 30 a 50 quilómetros a mais.
Marcamos os "Waypoints", que são os pontos interessantes para paradas, traçamos o caminho por esses pontos e analisamos as condições das estradas, se há possibilidade de irmos com um carro com tração 4x2 ou com Jipe 4x4


Depois de traçarmos a rota completa, com todos os Waypoints e abortos, caso algum lugar seja muito complicado de atravessar, começamos a passar todas as referencias para a Planilha de Navegação.
Tenho um modelo de planilha, e as vezes eu faço no próprio PC e as vezes eu faço na mão mesmo.
Particularmente eu prefiro a segunda opção, pois posso fazer o desenho do trecho como ele realmente é. As primeiras vezes que fiz, demorei uma eternidade para desenhar no PC toda a planilha. Pois alguns detalhes é muito mais fácil fazer na mão mesmo! hehehe

No passeio que fizemos no final do ano passado, para a Serra da Bocaina, a primeira vez da Mari como navegadora, fiz a planilha no PC, porem na hora de desenhar todos as referencias, dei um "print" na tela e salvei a foto, e o único trabalho que tive foi fazer as setas no próprio desenho.
Foi um improviso, mas ficou muito bom! O problema foi que gastei tinta pra caramba pra imprimir quase 50 paginas de planilha! hahahah


Um dos problemas do GE, pra quem não esta acostumado a usá-lo, são as imagens, que não são recentes, e a possibilidade de ter alguma diferença tanto no terreno, quanto em volta das vias são grandes. As vezes você vê uma área que esta desmatada, e quando vai passar lá, já esta totalmente coberta por árvores e plantações. (Fiz um levantamento o ano passado em uma trilha em Jarinu, quando percebi, estava no meio de um milharal!)
Dependendo do local, algumas imagens do GE são de 2008, então na hora de fazer seu caminho, tome muito cuidado! Por isso que falo que sempre tem que ter um pouco de noção de localização!

Voltando!
Enquanto vou fazendo os desenhos a mão, traço a rota no GE e ele já me dá a distancia de uma referencia a outra, é só colocar na Planilha, depois eu faço a soma entre a distancia parcial de um trecho e a quilometragem total do percurso!


Faço as marcações importantes, como travessias de pontes, entradas de trilhas, bifurcações, inicio de Single Track, e Neutral para fotos!

Com todos esses dados marcados na planilha, e uma velocidade media em determinada situação, sabemos a hora exata que vamos estar em certo local!


Acabada, revisada e estudada, fazemos um "acabamento" na nossa Planilha, capa, roteiros com horários e encadernação. Isso para ficar mais "bonitinho" e organizado!

No dia do passeio que todo o trabalho é contemplado! Quando temos certeza que nossas horas no GE, com desenhos, calculadora, waypoints e etc, deram certo!!


Nas primeiras viagens eu seguia a planilha, pelo odometro parcial do carro, agora compramos um GPS para garantir que a rota esta certa!
Engraçado que algumas trilhas não estão mapeadas, então o "carrinho" do GPS fica andando no meio do nada!

Espero que tenham gostado da explicação de como fazemos nossos passeios e da nossa navegação!

Abraços

Tih

4 comentários:

  1. Oi Tih!
    Muito legal, quem sabe um dia não embarco numa dessas com vc.
    Abraços.
    Ricardo e Família

    ResponderExcluir
  2. Show de Bola Ricardo!
    Esta convidado!!
    Vamos tentar fazer uma viagem por mês!
    Em Setembro estamos programando uma passeio a Ilha Bela, no camping Pedra do Sino.
    No começo de Setembro vou fazer um post sobre esse passeio!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Fala Thiago...

    Bacana conhecer este pessoal do blog, fui contagiado pelo camping, um caminho sem volta...

    estarei atento aqui para quem sabe em breve nos encontrarmos novamente pelos campings...

    voltarei mais vezes para Itu no mes de SET para "aprender" e desta vez com a familia toda.

    valeu ...

    http://www.flickr.com/photos/brunodobrasil

    ResponderExcluir
  4. Fala Bruno!!!
    Que bom que curtiu a galera!! São todos gente boa mesmo!
    Mais um pra turma agora! hahahaaha
    Muito legal suas fotos também!
    Abração!!

    ResponderExcluir

Postagens populares

Nossos Vídeos

Loading...